domingo, 27 de janeiro de 2013

Instalando o Skype 4.1 no Debian 6 Squeeze

Como todo mundo sabe, a Micro$oft comprou a Skype e vai migrar o msn para esse serviço. Por um lado é bom, porque o skype já possue um suporte aceitável no linux - inclusive o compartilhamento de cam, que tinha sido bloqueado pela M$ em outros sistemas que não fosse Windows e MSN.


Segue aqui a receita para instalar a mais nova versão com suporte a msn e facebook para Debian 6  Squeeze. No meu caso é 64bits, mas deve funcionar melhor ainda em sistemas de 32 bits.


Toda a operação deve ser realizada como root.

  1.  Baixe a versão Dynamic do Skype para Linux ( http://www.skype.com/intl/pt-br/get-skype/on-your-computer/linux/downloading.dynamic ).
  2. Descompacte a pasta do Skype que você baixou em '/opt'. Eu renomeei a pasta para 'skype', porque acho mais fácil de trabalhar.
  3. Instale os seguintes pacotes:
    $ aptitude install lib32asound2 ia32-libs ia32-libs-gtk
    
  4. Agora, baixe os seguintes arquivos:
    $ wget http://ftp.us.debian.org/debian/pool/main/q/qt4-x11/libqt4-webkit_4.6.3-4+squeeze1_i386.deb
    $ wget http://ftp.us.debian.org/debian/pool/main/q/qt4-x11/libqt4-phonon_4.6.3-4+squeeze1_i386.deb
    $ wget http://ftp.us.debian.org/debian/pool/main/q/qt4-x11/libqt4-xmlpatterns_4.6.3-4+squeeze1_i386.deb
    
  5. Não instale esses pacotes com o dpkg. Você deve descompactá-los com o comando 'ar' :
    $ ar -x libqt4-webkit_4.6.3-4+squeeze1_i386.deb
    $ ar -x libqt4-phonon_4.6.3-4+squeeze1_i386.deb
    $ ar -x libqt4-xmlpatterns_4.6.3-4+squeeze1_i386.deb
    
    que irá gerar uma pasta 'usr' na pasta do skype com o conteudo:
    usr/lib/libQtWebKit.so.4
    usr/lib/libQtWebKit.so.4.6
    usr/lib/libQtWebKit.so.4.6.3
    usr/lib/libphonon.so.4
    usr/lib/libphonon.so.4.3
    usr/lib/libphonon.so.4.3.1
    usr/lib/libQtXmlPatterns.so.4
    usr/lib/libQtXmlPatterns.so.4.6
    usr/lib/libQtXmlPatterns.so.4.6.3
    
  6. Com isso, já poderá executar o skype com o comando
    $ LD_LIBRARY_PATH=/opt/skype/user/lib/ ./skype
    
  7. Para disponibilizar a outros usuários do sistema, crie um script de nome 'skype' em '/usr/local/bin' com o seguinte conteudo:
    #!/bin/sh
    
    LD_LIBRARY_PATH=/opt/skype/usr/lib/ /opt/skype/skype
    

    e dê permissão de execução para que outros usuários do sistema o usem

    $ chmod ugo+x /usr/local/bin/skype
    

Assim, você poderá executar o skype onde quiser, inclusive criar um icone em sua barra de tarefas ou na área de trabalho.



Fonte: Introdução para skype para linux



terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Como visualizar uma área de trabalho remota do Linux no Windows

Dica para quem precisa visualizar uma área de trabalho remota num servidor ou desktop Linux através de uma máquina rodando Windows.
Para fazer isso, basta instalar dois programas no Windows:

- Putty
- Xming


A vantagem desse método ao invés do VNC por exemplo, é o uso do ssh e uma menor carga, pois você rodará no Windows somente os programas gráficos que executar no terminal via ssh.

  1. Pois bem, para fazer isso,  instale o Putty e o Xming. 
  2. Após isso, configure uma sessão ssh no Putty numa máquina Linux com X server rodando, e salve. 
  3. Teste a conexão para ver se tudo funciona bem, e então, clique nela na lista de sessões a sua sessão salva, clique em "Load".
  4. Em seguida, clique na lateral do Putty e, "Connection" > "SSH" > "X11"
  5. Clique na caixinha "Enable X11 forwarding"
  6. Clique novamente em "Session" logo acima da lateral do Putty e clique em "Open" para sua conexão.

Após isso, vai abrir um terminal onde você pode chamar qualquer programa gráfico, como por exemplo, o Firefox e ele será aberto no seu Windows como se fosse um programa dele, mas rodando no Linux.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Nginx - Como definir userdir com php habilitado


Para quem usa servidor Nginx, mas tá com dificuldade em habilitar o php para seus usuário, basta abrir o arquivo '/etc/nginx/sites-available/default'
e logo abaixo da sessão

server{

location ~ \.php$ {
...
}

acrescente as linhas

server{

location ~ \.php$ {
...
}

location /~ {

      location ~ ^/~([^/]+)/(.+\.php)$ {
            
             include fastcgi_params;
             fastcgi_param SCRIPT_FILENAME /home/$1/public_html/$2;
             fastcgi_pass 127.0.0.1:9000;
      
      }
      
      location ~ ^/~([^/]+)(|/.*)$ {
             alias /home/$1/public_html/$2;
             index index.html index.htm index.php;
      }

}

E sim, é isso mesmo, tem um 'location' dentro do 'location'. Só seguir a lógica de que as pastas de usuários estão dentro da pasta raiz, logo, são 'location' de usuários dentro da 'location' raiz.

Essa configuração foi feita num Debian Squeeze, algumas opções, diretórios e arquivos podem ser diferente de outras distros e sistemas, mas a estrutura é a mesma.